MENU

LOGIN

Notícias

14 May 2017

Cristiano Ronaldo vale mais do que 50 destinos turísticos

A mudança do nome do Aeroporto Internacional do Funchal para Aeroporto Cristiano Ronaldo, na Madeira, visa colher notoriedade a partir da imagem do valioso jogador de futebol, mas é um risco imprevisível para o turismo, alerta a consultora PwC (Price). Sozinho, o jogador vale mais do que as marcas dos 50 destinos turísticos mais valiosos.     "O mais importante na conceção de uma marca é a consistência, além da identificação com o produto", analisou César Gonçalves, partner na PwC, durante a 11." Conferência de Turismo, organizada pela Secretaria Regional da Ordem dos Economistas, no Funchal. "O risco de Cristiano Ronaldo representar a Madeira está no que sucederá se surgir algum escândalo associado à pessoa (ultimamente não têm faltado escândalos com diversas personalidades) que prejudique o destino de forma imprevisível", adiantou o especialista.     Dedicada ao tema "Marcas", a conferência pretendeu "refletir sobre a marca ou marcas que devemos construir e manter - de forma consistente, tal como Espanha tem feito desde 1983 - para afirmar os destinos portugueses, enquanto o turismo corre bem, porque quando correr mal já é tarde", explicou André Barreto, presidente do Secretariado Regional da Ordem dos Economistas.     "Se a Madeira corresse risco por chamar Cristiano Ronaldo ao aeroporto, então as marcas que     apostaram nele para representar os seus produtos [Nike, Empório Armani, Samsung, etc] não arriscavam", considerou Hélder Pombinho, diretor criativo da Young&Rubicam.     Avaliada em quase 100 milhões de euros, de acordo com a PwC, a marca Cristiano Ronaldo vale mais do que os 50 destinos turísticos mais valiosos do Mundo (65 milhões de euros). Mas será que a marca do futebolista pode contribuir para o aumento do turismo? "Claro que sim", defendeu Carlos Coelho, CEO da empresa de criação e gestão de marcas Ivity.     "Devemos apelar e defender a nossa identidade. A Madeira foi o berço do turismo português. Fomos os navegadores que descobriram o Mundo. Hoje, o Cristiano Ronaldo também é uma espécie de navegador moderno", sustentou.     "Na nossa opinião, não, porque os valores associados à Madeira, no estudo que realizámos, são a segurança, a amabilidade e o clima, mas falta construir uma marca Madeira que tenha notoriedade e consistência no tempo para se afirmar", rematou Gonçalo Saraiva Mendes, diretor da PwC, responsável pela análise à marca Madeira apresentada na conferência.     Chegar a acordo sobre a marca que o turismo deve construir e manter para garantir a sustentabilidade no futuro não será tarefa fácil. Confirmado está, apenas, o sucesso do busto do jogador de futebol no Aeroporto. Formam-se filas para tirar selfies e há quem pergunte quanto se paga para fazê-lo. in Jornal de Notícias, por Erika Nunes

Ler mais
thumbnail
12 May 2017

Via Verde faz balanço positivo do programa Viagens & Vantagens

A Via Verde faz um balanço positivo do programa Viagens & Vantagens, que oferece programas de lazer com descontos em combustível e portagens, revelando que, no primeiro ano de operação, o programa superou as 400 mil adesões. “Uma das finalidades para o primeiro ano de operação foi construir uma rede de parcerias robusta, tanto a nível de viagens como de vantagens, e com valor acrescentado para o cliente, o que consideramos que foi claramente atingido. Outro objectivo era garantir a adesão dos clientes, o que também foi um sucesso, uma vez que em 2016, superámos as 400 mil adesões”, avançou ao Publituris Francisco Sequeira Esteves, responsável pelo programa Viagens & Vantagens. Francisco Sequeira Esteves está confiante que o programa vai continuar no caminho do sucesso, existindo a “expectativa de aumentar significativamente” o número de adesões até ao final de 2017, até porque o “nível de satisfação e de recomendação é muito elevado”. “Temos confiança que com a estratégia de comunicação que adoptámos, que terá continuidade este ano com um conjunto de novidades, o serviço será recebido pelos nossos clientes e pelas suas famílias como uma mais valia efectiva”, explica o responsável. Lançado em 2016, o programa Viagens & Vantagens disponibiliza uma série de programas de lazer com descontos em combustível e nas portagens, além de ser possível adquirir também o alojamento a preços mais reduzidos, ao abrigo de uma parceria com a Associação da Hotelaria de Portugal (AHP). “A AHP é um parceiro muito importante para garantir uma boa diversidade geográfica, cobertura dos segmentos de interesse e, acima de tudo, parceiros com qualidade reconhecida. O ecossistema de parceiros de turismo tem mais de 100 parcerias estabelecidas, contando atualmente com cerca de 50 ofertas”, acrescenta Francisco Sequeira Esteves. O programa Viagens & Vantagens foi implementado em 2015 e permite que os clientes da Via Verde usem os pontos acumulados na aquisição de programas de lazer, com descontos em combustível e nas portagens.   in Publituris por Inês de Matos

Ler mais
thumbnail
12 May 2017

Porto continua em alta. Agora está a fazer sucesso no turismo de negócios

Maior subida de sempre coloca o Porto entre os 20 destinos mais procurados na Europa para turismo de negócios. O Porto acaba de registar uma subida ímpar na International Congress and Convention Association (ICCA) – ranking mundial que, todos os anos, apresenta as cidades que se destacam como os destinos mais procurados para a realização de congressos, conferências, reuniões e eventos internacionais. A cidade do Porto subiu 11 posições a nível mundial, a maior evolução já registada, ocupando, agora, a 31ª posição. Com este crescimento, o Porto surge como o destino que mais cresceu no top 50. Segundo Filipe Guimarães, diretor executivo da Associação de Turismo do Porto, entidade responsável pela promoção externa do destino Porto e Norte, “estes dados demonstram que o reforço da aposta no setor do turismo de negócios se tem revelado extremamente assertivo e que o Porto, que sempre foi um destino autêntico e tradicional, é hoje também percecionado como uma cidade cosmopolita, com elevados níveis de empreendedorismo e inovação, o que é valorizado pelos decisores na hora de escolherem um destino para os seus eventos de negócios”. “Este resultado está também relacionado com a importância que a comunidade científica – como as universidades, os hospitais, as ordens profissionais, as sociedades médicas e as associações da área das ciências – representa, assim como com o forte HUB digital que se tem vindo a assumir na Área Metropolitana do Porto”, refere o responsável. No ranking divulgado hoje, o Porto passa a figurar entre os 31 destinos mundiais mais procurados para eventos internacionais de negócios, colocando-se à frente de cidades como Nova Iorque, Rio de Janeiro, Zurique, Dubai, Munique ou Milão. Em termos europeus, o Porto entra pela primeira vez no top 20. Segundo os dados divulgados pela ICCA, Porto e Barcelona são mesmo as únicas cidades não capital do seu país que figuram entre os primeiros do topo. "Porto terá novos venues" Para Sandra Lorenz, diretora da promoção externa da ATP, “estes resultados vêm consolidar o Porto como destino MICE (meetings, incentives, conferences e exhibitions), mostrando todo o seu potencial como uma cidade de negócios”. “Temos privilegiado a captação de grandes eventos internacionais do meeting industry para a região, por trazerem ao destino visitantes que aportam mais valor à cadeia de turismo e por, simultaneamente, este turismo combater a sazonalidade, uma vez que a maioria destes eventos decorrem de outubro a março”, refere a responsável. A diretora da promoção externa da ATP menciona, ainda, que “o Porto terá novos venues, como o Palácio de Cristal, e aumentará a capacidade hoteleira, com mais alojamento e salas de reuniões, ferramentas importantes que nos irão permitir captar mais e melhor eventos para a região Porto e Norte”. Além de alavancar o Porto, estes resultados são importantíssimos para a restante região, nomeadamente para cidades como Braga e Guimarães, que se destacam, cada vez mais, pelas excelentes infraestruturas, o que faz antever um futuro profícuo no que toca a este segmento. Para que tal seja possível – e para dar sequência aos resultados que vêm sendo alcançados nos últimos anos –, a ATP irá continuar focada na captação de eventos e de congressos e, também, na presença em feiras dedicadas a este segmento, destacando-se, aqui, a presença na IMEX (que se realiza este mês, em Frankfurt) e na IBTM (agendada para novembro, em Barcelona). Em termos nacionais, de referir ainda que Portugal conquistou uma posição, figurando agora no top 10 no que às reuniões ICCA diz respeito com um total de 287 encontros. in Sapo Viagens

Ler mais
thumbnail
09 May 2017

Turismo europeu em Portugal cresce nas datas da visita Papal

Entre 10 e 15 Maio, Portugal vai receber mais 11% de turistas franceses, segundo a análise da eDreams, agência de viagens de voos online da Europa, que divulgou esta segunda-feira, dia 8, uma pesquisa que permite identificar o top 5 de países de origem dos visitantes que, na segunda semana de maio, visitam o território português, onde França assume a liderança, seguida da Alemanha, Reino Unido, Espanha e Suíça, com 9%, 8% e 6% respectivamente. A completar o ranking eDreams surgem ainda Itália, Portugal, Luxemburgo, Bélgica e Países Baixos. Analisando as cidades de origem dos turistas, verifica-se que Paris, Londres e Madrid representam 34% dos turistas durante a visita do Papa Francisco, sendo que a primeira, Paris, é a responsável pela chegada de 23% de visitantes. A par dos portugueses, os holandeses e polacos são os turistas responsáveis pelo maior crescimento de turismo em Portugal, comparativamente ao período homólogo de 2016, com um aumento de 71% e 67%, respectivamente, seguidos dos cabo-verdianos e italianos, com 54% e 26%.   in Publituris, por Carina Monteiro

Ler mais
A exibir 9-12 de 57 itens.